HPV – causas e sintomas


O HPV é um vírus que atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões percursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. O HPV é um vírus que se transmite no contato pele com pele, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível. Cada tipo de HPV pode causar verrugas em diferentes partes do corpo.

No primeiro contato sexual 1 em cada 10 meninas chega a entrar em contato com o vírus. Conforme o tempo passa, entre 80 e 90% da população já entrou em contato com o vírus alguma vez na vida, mesmo que não tenha desenvolvido lesão. Mas é importante lembrar que mais de 90% das pessoas conseguem eliminar o vírus do organismo naturalmente, sem ter manifestações clínicas.

HPV – causas e sintomas

O papilomavírus humano é o causador do HPV, uma doença sexualmente transmissível. Ela é de difícil cura e se manifesta através de sintomas como verrugas que surgem na região íntima após o contato íntimo com um indivíduo infectado. Seu tratamento é feito com o uso de medicamentos e cirurgias de cauterização e dura em média 2 anos, embora os sintomas desapareçam um pouco antes.

Os sintomas do HPV no homem incluem a presença de várias verrugas de tamanhos variáveis na zona genital masculina, como no pênis, escroto, ou no ânus, que podem estar tão juntas que formam placas. No entanto, o homem, apesar de estar contaminado com o vírus pode não apresentar sintomas, embora possa transmitir a doença a outros através do contato íntimo sem preservativo.

Os sintomas da doença na mulher incluem a presença de várias verrugas de tamanhos variáveis na vulva, grandes ou pequenos lábios, parede vaginal, útero ou ânus, e que tal como no homem, podem estar tão juntas que formam placas. Além disso, pode surgir a presença de corrimento, embora não seja tão comum.

O sintomas do HPV na boca incluem várias pequenas verrugas de tamanhos variáveis que podem estar nos lábios, bochechas ou língua. As verrugas do HPV podem surgir nos lábios ou dentro da boca quando a pele desta região entra em contato com os genitais de uma pessoa que possui o vírus do HPV, durante o sexo oral, por exemplo. O HPV na boca pode também afetar qualquer outro local da boca e até a garganta.

hpv

HPV

Mais sobre HPV

Para evitar o aparecimento do vírus recomendam-se os seguintes cuidados:

  • Uso de camisinha masculina, para todos os tipos de relações sexuais (oral, anal, genital);
  • Uso de camisinha feminina;
  • Vacina quadrivalente ou bivalente;
  • Rotina do exame preventivo (Papanicolau);
  • Evitar fumar, beber em excesso e usar drogas, pois essas atividades debilitam o sistema de defesa do organismo, tornando a pessoa mais susceptível ao HPV.

É possível a transmissão do vírus de mãe para filho no momento do parto, devido ao trato genital materno estar infectado. Entretanto, somente um pequeno número de crianças desenvolve a papilomatose respiratória juvenil. O HPV pode ser controlado, mas ainda não há cura contra o vírus. Quando não é tratado, torna-se a principal causa do desenvolvimento do câncer de colo do útero, sendo que 99% das mulheres que possuem esse tipo de câncer foram infectadas por esse vírus.