Crupe – Causas e tratamentos


Você sabe o que é crupe? Atualmente, pouco se ouve falar sobre essa doença, mas a verdade é que talvez até você mesmo já tenha passado por ela quando criança. A doença afeta o sistema respiratório e é transmitida através de um vírus ou de pessoa para pessoa.

O mais comum é que ocorra em crianças entre os 6 meses e os 7 anos de idade, mas pode atingir indivíduos mais novos ou mais velhos. O contágio se dá quando há o contato com o vírus ou micro-organismos contaminados que podem estar presentes no ar ou em quaisquer superfícies. Também pode estar aliada às alergias ou inserção de corpos estranhos nas vias respiratórias.

Crupe

Também conhecida como laringotraqueobronquite ou laringite, a crupe apresenta sintomas que nem sempre podem ser reconhecidos como característicos da doença. Tudo começa como se fosse uma gripe comum, com febre moderada, faringite e um pouco de tosse. Após cerca de três dias, o quadro de sintomas evolui para uma sensação de sufocamento, tosse intensa e rouquidão.

Isso acontece porque a inflamação fica localizada nas vias respiratórias que se estreitam, dificultando a passagem do ar. A recuperação pode levar em torno de 4 a 5 dias e os sintomas costumam melhorar pela manhã e se intensificar a medida que vai anoitecendo. Em quadros mais graves, pode evoluir por falta de ar severa, vermelhidão e aceleração dos batimentos cardíacos. A criança fica inquieta e irritada devido ao esforço físico exigido para manter o ritmo respiratório normal e é necessário ficar atento ao fato de essa dificuldade diminuir ou aumentar com o passar dos dias.

Na maior parte dos casos, o médico libera o paciente e prescreve anti-inflamatórios que podem ser administrados em casa. O paciente deve ingerir muitos líquidos para evitar a desidratação e os umidificadores de ambiente são muito úteis para melhorar a qualidade do ar e garantir a respiração. Já nos casos mais graves, em que a criança fica desidratada e apresenta um quadro delicado de saúde, é necessária internação para um tratamento mais direcionado. Caso a criança esteja com baixa oxigenação no sangue, este será administrado artificialmente através de aparelho destinado a essa finalidade.

crupe

Saiba mais sobre a Crupe

Os hospitais também são equipados com nebulizador que tem como principal função fazer com que as secreções típicas da doença sejam expelidas pelo organismo mais facilmente. Também facilitam a absorção de determinados medicamentos pelo organismo. O uso de antibióticos só é recomendado caso a crupe venha acompanhada de alguma infecção causada por bactéria. Em casos mais graves registrados pela medicina, pode haver até mesmo necessidade de intubação do paciente. A medicação é introduzida nas veias junto com fluído para manter a criança hidratada.

O tempo até o desaparecimento dos sintomas da doença não costuma ultrapassar os sete dias. No entanto, a crupe causa dificuldades respiratórias e a necessidade de um tratamento adequado se deve ao grande risco até mesmo de paradas respiratórias que, quando longas, podem deixar sequelas para o resto da vida. Desaparecidos os sintomas, é possível retomar a rotina sem restrições.