Bula do remédio Xofigo


Xofigo

Bula do remédio Xofigo. Classe terapêutica dos Antineoplásicos. Princípios Ativos Dicloreto de Rádio-223.

Indicação

Para que serve?

Xofigo é indicado para o câncer avançado da próstata que se mantém após cirurgia de remoção, em adultos nos quais a doença se espalhou para o osso.

Posologia

Como usar?

As quantidades de Xofigo a utilizar e a duração do tratamento dependem do estado da doença a tratar e da resposta individual de cada paciente ao tratamento, devendo ser indicadas pelo seu médico.

Xofigo é um medicamento que apenas deve ser administrado por um médico, enfermeiro ou profissional de saúde treinado.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Xofigo podem incluir alterações nos resultados de exames de sangue, diarreia, náuseas, vômitos ou reações de alergia no local de injeção como vermelhidão, inchaço, dor ou urticária na pele.

Contraindicações

Quando não devo usar?

A bula do medicamento não refere contraindicações de utilização.

Farmacocinética

Como funciona?

Xofigo é um medicamento que tem na sua composição a substância radioativa rádio-223, uma substância que se mistura com o cálcio encontrado nos ossos. Quando esta substância é injetada no paciente, o rádio-223 atinge o osso para onde o cancro se disseminou e emite radiação de curto alcance. Esta radiação emitida mata as células tumorais que se encontram nas proximidades. Assim, Xofigo é utilizado para o tratamento do câncer avançado da próstata, quando este já se espalhou para os ossos e está a causar sintomas como dor.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Xofigo, deverá falar com o seu médico se tiver uma diminuição da produção de células sanguíneas na medula óssea causada por radiações ou quimioterapia, compressão da medula espinal não tratada, fratura óssea, doença de Crohn, colite ulcerosa, estiver a tomar ou se já tomou bifosfonatos, recebeu quimioterapia antes do tratamento com Xofigo, doenças hereditárias ou se estiver a tomar outros medicamentos. Além disso, não é recomendada a utilização de Xofigo em crianças, adolescentes, grávidas ou mulheres amamentando.

Antes de iniciar o tratamento com Xofigo, o seu médico deve realizar algumas análises ao sangue de modo a verificar os níveis de células do sangue e de plaquetas do sangue.

Durante e até 6 meses após o tratamento com Xofigo, deve ser evitada a gravidez, sendo que, é aconselhada a utilização de métodos contraceptivos eficazes, como preservativo. Além disso, existe o risco de infertilidade causada pela radiação proveniente de Xofigo, sendo recomendado aconselhar-se com o seu médico sobre conservação de esperma antes do início do tratamento, caso pretenda ter filhos no futuro.

O tratamento com Xofigo nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Xofigo é um medicamento que apenas deve ser administrado por um médico, enfermeiro ou profissional de saúde treinado, pelo que, a sua administração excessiva é pouco provável. Porém, em caso de administração excessiva de Xofigo,alguns dos sintoma que pode sentir incluem diarreia, náusea, vômitos ou alterações do número de células do sangue.

Composição

Xofigo por cada 1 ml de solução contém:

Dicloreto de Rádio-223 _______________________ 1.000 kBq
– equivalente a 0,53 ng de rádio-223
Excipientes _____________________________________ 1 ml

(Excipientes: água para preparações injetáveis, citrato de sódio, cloreto de sódio e ácido clorídrico).

Laboratório

Bayer S.A.

– SAC 0800 7021241