Bula do remédio Omeprotec


Omeprotec

Bula do remédio Omeprotec. Princípios Ativos Omeprazol. Venda sob prescrição médica.

Indicação

Para que serve?

No tratamento da úlcera duodenal, úlcera gástrica, esofagite de refluxo, síndrome de Zollinger-
Ellison e pacientes refratários a outros tratamentos.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula, gravidez e lactação.

Posologia

Como usar?

Úlcera duodenal: 20 mg/dia, por 2 semanas. caso não ocorra cicatrização, o tratamento deve
Prosseguir por mais 2 semanas. úlcera gástrica e esofagite de refluxo: 20 mg/dia, por 4 semanas. caso
Não ocorra a cicatrização, recomenda-se tratamento por mais 4 semanas. pacientes refratários a outros
Tratamentos: 40 mg/dia, por 4 semanas para úlcera duodenal e 8 semanas para úlcera gástrica e esofagite
De refluxo grave, após as quais deverá ocorrer a cicatrização. tratamento de manutenção: na prevenção
De recidivas em pacientes com úlcera gástrica e pouco responsivo – 20 mg/dia. se necessário, a dose pode
Ser aumentada para 40 mg/dia. síndrome de zollinger-ellison: deve-se adaptar a posologia de acordo com
A resposta de cada paciente, mantendo o tratamento pelo tempo necessário para uma resposta clínica
Satisfatória e, a critério médico. recomenda-se dose inicial de 60 mg/dia. a maioria dos casos é controlada
Com doses de 20-120 mg/dia. posologia > 80 mg/dia deve ser administrada em 2 tomadas diárias.

Tratamentos por mais de 8 semanas, somente são aplicados na síndrome de zollinger-ellison, devendo ser
Efetuadas verificações periódicas do estômago através de endoscopias ou radiografias. dose de
Manutenção na úlcera duodenal e esofagite de refluxo: 10 mg/dia.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Contra-indicado na gravidez e lactação. Pode ocorrer acloridria e conseqüente
elevação da concentração sérica de gastrina. Entretanto, isto não é observado no tratamento de 2-4
semanas. Nos casos de tratamento prolongado, deve-se dar atenção à possibilidade de aumento da
concentração de gastrina. Nos casos de úlcera gástrica, deve ser verificada a benignidade da lesão antes
do tratamento. Em pacientes com funções hepática e renal normais não se observaram alterações nos
parâmetros laboratoriais com a administração do OMEPROTEC. Entretanto, pacientes com funções
hepática ou renal alteradas devem ser monitorizados durante o tratamento com o produto. O OMEPROTEC
pode retardar a velocidade do metabolismo de diazepam, fenitoína e warfarina, drogas metabolizadas por
oxidação hepática. Recomenda-se que quando do uso simultâneo do OMEPROTEC com drogas cujo
metabolismo depende do sistema dependente do citocromo P-450 monooxigenase hepática, as doses das
mesmas sejam ajustadas adequadamente, com a monitorização do paciente. Não foram observadas
interações com a administração simultânea de OMEPROTEC com antiácidos. Nas doses indicadas e nos
tratamentos a curto prazo, OMEPROTEC é em geral bem tolerado. Durante o tratamento prolongado têm
sido observado aparecimento de cistos glandulares gástricos benignos e reversíveis. Essas reações são de
intensidade leve e desaparecem, em geral, com a continuação do tratamento, ou logo após sua suspensão.

Pacientes com mais de 65 anos, tem maior sensibilidade aos medicamentos do que pacientes jovens.

Poderá o médico iniciar com uma dose menor e observar a reação ao tratamento. Em pacientes idosos ou
com função hepática ou renal comprometidas não é necessário ajustar as doses. Ainda não há experiência
com o uso de OMEPROTEC em crianças.

Apresentação

14 cápsulas 10 mg
7 cápsulas 20 mg
14 cápsulas 20 mg
28 cápsulas 20 mg
7 cápsulas 40 mg

Venda

Venda sob prescrição médica

Introdução

OMEPROTEC
Omeprazol
Registro M.S. nº 1.0047.0245

Laboratório

HEXAL DO BRASIL Ltda.