Bula do remédio Azimax


Azimax

Bula do remédio Azimax.

Indicação

Para que serve?

Tratamento das infecções causadas por germes sensíveis do trato respiratório superior e do ouvido, tais como, otite média, sinusite, rinossinusite, rinite, amigdalite, laringite e faringotraqueíte, como em infecções do trato respiratório inferior incluindo traqueobronquite, bronquite, broncopneumonia e pneumonia.
Pode também ser utilizada em infecções da pele e tecidos moles, tais como, os abscessos, furúnculos, flegmões, úlceras infectadas, quando causadas por organismos sensíveis à azitromicina. É indicado no tratamento das doenças sexualmente transmissíveis (DST), no homem ou na mulher. Azimax é indicado no tratamento das infecções genitais, do tipo uretrites e cervicites não complicadas, devidas a Chlamydia trachomatis, Mycoplasma hominis, Ureaplasma urealyticum intracellulare, Neisseria gonorrhoaea sem resistências múltiplas, devendo ser excluídas infecções concomitantes pelo Treponema pallidumi .

Contraindicações

Quando não devo usar?

É contra-indicado em indivíduos com história de hipersensibilidade (reações alérgicas) à azitromicina ou a qualquer outro componente do grupo dos macrolídeos.

Posologia

Como usar?

Azimax deve ser administrado em dose única diária. A administração da azitromicina após uma reinfecção substancial reduz em no mínimo 50% a biodisponibilidade do antibiótico, assim sendo, cada dose deverá ser administrada, no mínimo, uma hora antes ou duas horas após as refeições.
Adultos, uso dos comprimidos revestidos orais: para o tratamento das doenças sexualmente transmissíveis (DST) causadas por Chlamydia trachomatis, Neisseria gonorrhoeae, Mycoplasma hominis, Ureaplasma urealyticum intracellulare, Haemophilus ducreyii, Azimax deve ser administrado em dose oral única de 1000 mg.
Para as outras indicações Azimax deve ser administrado em dose única diária de 500 mg, durante 3 dias (dose total 1500 mg). Como alternativa, a mesma dose total de 1500 mg poderá ser administrada durante 5 dias; uma dose única de 500 mg no primeiro dia seguida de 250 mg do segundo ao quinto dia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

A azitromicina é bem tolerada, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais. Os efeitos adversos observados foram de natureza leve ou moderada. A maioria das reações adversas foi de origem gastrintestinal, incluindo diarréia, fezes amolecidas, flatulência, desconforto abdominal (dor, cólica), náusea e vômito.
Têm sido observadas elevações reversíveis nos níveis das transaminases hepáticas, com freqüência semelhantes aos betalactâmicos e aos outros macrolídeos utilizados comparativamente em estudos clínicos. Têm sido ocasionalmente, observados episódios transitórios de discreta redução nas contagens de neutrófilos, embora não tenha sido estabelecida uma reação causal com a azitromicina. Raramente, têm ocorrido reações alérgicas como ôrash” cutâneo (erupções), fotossensibilidade, angioedema e anafilaxia.

Composição

Cada comprimido revestido de 500 mg e 1 gcontém, respectivamente, azitromicina (na forma diidratada) 500 mg e 1 g.

Apresentação

Caixa contendo 3 comprimidos revestidos de 500 mg. Caixa contendo 1 comprimido revestido de 1000 mg. Suspensão oral 900 mg: frasco contendo pó para reconstituição com diluente a 22,5 ml (200 mg/5 ml). Suspensão oral 1500 mg: frasco contendo pó para reconstituição a 37,5 ml (200 mg/5 ml).

Laboratório

Indústria Brasileira