Hepatite – causas e sintomas


A hepatite é a inflamação do fígado, que geralmente é causada por vírus ou uso de medicamentos. Os sintomas da hepatite podem surgir poucos dias após o contato com o vírus e se manifestam através da cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos e o seu tratamento depende do que originou a doença. Existem diversos tipos dessa doença, mas os mais comuns no Brasil são as hepatites A, B e C que normalmente podem ser curadas com o medicamento adequado.

Hepatite designa qualquer degeneração do fígado por causas diversas, sendo as mais frequentes as infecções pelos vírus tipo A, B e C e o abuso do consumo de álcool ou outras substâncias tóxicas. Enquanto os vírus atacam o fígado quando parasitam suas células para a sua reprodução.

Hepatite – causas e sintomas

A cirrose dos alcoólatras é causada pela ingestão frequente de bebidas alcoólicas – uma vez no organismo, o álcool é transformado em ácidos nocivos às células hepáticas, levando à manifestação da doença. Os sintomas da doença podem variar ligeiramente conforme o tipo de vírus envolvido, mas eles geralmente se manifestam na fase aguda da doença através de:

  • Dor de cabeça e mal-estar geral;
  • Dor e inchaço abdominal;
  • Cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos;
  • Urina escura;
  • Fezes claras;
  • Náuseas, vômitos e emagrecimento sem causa aparente.

As causas da doença podem envolver a contaminação com vírus, bactérias ou parasitas, sendo que no Brasil os vírus da hepatite A, B e C são os maiores responsáveis pelos casos de hepatite no país. Dessa forma, as causas da inflamação no fígado podem ser:

  • Infecção com vírus da hepatite A, B, C, D, E, G; bactérias ou parasitas causadoras da hepatite;
  • Medicamentos;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas e
  • Ingestão de cogumelo venenoso.

A doença também pode ocorrer devido a algumas doenças como por exemplo, Lupus, Síndrome de Sjögren, fibrose cística, doença inflamatória intestinal, anemia hemolítica, artrite reumatoide, esclerodermia ou glomerulonefrite. A transmissão da doença pode ocorrer pelo contato oral-fecal ou pelo contato com o sangue contaminado. Algumas formas de contaminação são:

hepatite

Hepatite

Mais sobre a hepatite

  • Partilhar seringas;
  • Relação sem camisinha;
  • Consumir alimentos ou água contaminados;
  • Contato com urina ou fezes do indivíduo contaminado.

Outras formas de contaminação menos comuns são a transfusão sanguínea antes de 1990, e de mãe para filho através do parto normal, quando não foi realizado o pré-natal devidamente.

Em relação à prevenção da doença, é recomendado tomar as vacinas contra hepatite A e B, usar camisinha em todas as relações sexuais, não partilhar seringas e adotar medidas de higiene. A hepatite tem cura na maior parte das vezes, mas em alguns casos, quando o indivíduo não é devidamente tratado ou não respeita as orientações do médico, a doença pode gerar complicações e ser de mais difícil cura podendo levar à morte.

Casos mais graves podem necessitar de internamento hospitalar para o controle da doença porque a hepatite crônica aumenta o risco de desenvolvimento de cirrose e a cirrose aumenta o risco de câncer hepático. Outras complicações da doença incluem glomérulo-nefrite do vírus da hepatite B e crioglobulinemia do vírus da hepatite C.