Hepatite B – causas e sintomas


A hepatite B é causada por vírus que leva há uma infecção no fígado. A doença pode manifestar-se na forma aguda ou crônica e muitas vezes não há a presença de sinais. Sua transmissão é através de sangue e fluidos do corpo contaminados que pode levar até a morte. Sua principal prevenção é a vacinação.

A hepatite B é uma doença transmitida por vírus e que causa irritação e inflamação do fígado. Uma vez dentro do organismo humano, o vírus ataca os hepatócitos – as células do fígado – e começa a se multiplicar, levando à inflamação do órgão. a doença pode manifestar- se nas formas:

Hepatite B – causas e sintomas

Hepatite B aguda: Na hepatite aguda seu tempo de duração varia entre 3 a 6 meses. Geralmente seu próprio corpo se encarrega de curar a doença e facilitar sua recuperação total. Essa fase é crucial e determinante já que após esse tempo a doença se torna crônica.

Hepatite B crônica: Sua duração é acima de seis meses, podendo durar uma vida inteira. Esse estágio pode ser fatal, por isso há necessidade de acompanhamento médico. Algo comum nesse tipo de hepatite é apresentar sinais somente em estágio muito avançado. Crianças ou recém-nascidos tem maior risco de ser portador da doença crônica.

Com a evolução da doença alguns sintomas podem se instalar como febre baixa, enjoo, vômito, dor no abdômen direito e quando estes sintomas começam a diminuir, surgem:

  • Urina escura, como cor de coca-cola;
  • Fezes claras, como argila ou massa de vidraceiro;
  • Coceira pelo corpo;
  • Cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos.

A transmissão da hepatite B ocorre através do contato com sangue ou secreções corporais contaminadas pelo vírus da HVB. Algumas formas de contaminação são:

  • Relação sem preservativo;
  • Alicate de unha contaminado (manicure);
  • Partilhar seringas;
  • Piercings ou tatuagens realizados com material contaminado;
  • Transfusão de sangue realizada antes de 1992;
  • De mãe para filho através do parto normal;
  • Lesão na pele ou acidente com agulhas contaminadas.
hepatite b

Hepatite B

Mais sobre a Hepatite B

A saliva também pode transmitir este vírus através de mordidas mas não através de beijos ou outros tipos de exposição à saliva. No entanto, fluidos corporais como lágrimas, suor, urina, fezes e leite materno não são capazes de transmitir a doença.

O tratamento para hepatite B aguda consiste em repouso, alimentação leve, boa hidratação e não beber nenhuma bebida alcoólica e assim, a cura ocorre espontaneamente na maior parte dos casos. O tratamento é feito somente para driblar os sintomas e complicações da doença, sendo expressamente proibida a ingestão de álcool ou uso de fármacos sem prescrição médica.

No caso da hepatite B crônica, que ocorre quando o vírus permanece no fígado por mais de 180 dias, aconselha-se ainda a toma de medicamentos por aproximadamente 1 ano para evitar maiores complicações no fígado. Quando um adulto é infectado com o vírus e tem um bom estado geral de saúde, normalmente a doença ocorre brandamente e o próprio organismo é capaz de eliminar o vírus.

Mas as crianças que foram contaminadas com o vírus durante o parto ou amamentação tem um maior risco de desenvolver a forma crônica da doença e de sofrer com suas complicações como cirrose, ascite ou câncer de fígado, por exemplo.