Gota – causas e sintomas


A gota é um tipo de artrite que ocorre devido aos níveis mais elevados do que o normal de ácido úrico no corpo quando o mesmo se acumula no sangue e provoca a inflamação nas articulações, podendo ser dividida em dois tipos principais: a gota aguda que é uma condição dolorosa a qual muitas vezes afeta apenas uma articulação e a gota crônica que é caracterizada por repetidos episódios de dores e inflamação.

A gota é causada pela presença de níveis mais altos do que o normal de ácido úrico na corrente sanguínea. Isso pode ocorrer se o corpo produzir ácido úrico em excesso ou se o tiver dificuldade de eliminar o ácido úrico produzido. Com o acúmulo dessa substância no líquido ao redor das articulações (líquido sinovial), são formados cristais de ácido úrico.

Gota – causas e sintomas

Esses cristais causam inchaço e inflamação nas articulações, no entanto, a manifestação exata da gota ainda é desconhecida, sendo que mais do que uma articulação pode ser afetada pela doença. A elevação do ácido úrico no sangue pode ocorrer devido a defeitos genéticos que levam a um aumento em sua produção.

Outro motivo que o mantém elevado no sangue é a incapacidade dos rins em excretar a substância, além de outros fatores como uma dieta rica em carnes e frutos do mar, ingestão abusiva de álcool e o consumo de alguns medicamentos que podem elevar os níveis de ácido úrico e desencadear a artrite gotosa.

Quando não tratada, a gota pode se complicar causando cálculos renais e deposições de cristais de ureato de cálcio sob a pele.

Há dois tipos diferentes de gota:

  • Gota aguda: é uma doença dolorosa que normalmente afeta uma articulação
  • Gota crônica: consiste em episódios repetidos de dor e inflamação que podem envolver mais de uma articulação.

Os fatores de risco que possibilitam o surgimento da gota são:

  • Histórico familiar, uma vez que a doença pode ser genética
  • Sexo: gota é mais comum em homens
  • Mulheres após a menopausa
  • Ingestão excessiva de álcool
  • Uso de determinados medicamentos diuréticos
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Colesterol alto
  • Altos níveis de gordura corporal
  • Arteriosclerose.
gota

Gota

Os sinais da doença são quase sempre agudos, podendo ocorrer de repente, principalmente à noite, e sem nenhum aviso. Os sintomas mais comuns são:

  • Dor intensa nas articulações dos pés, tornozelos, joelhos, mãos e pulsos. Essa dor é geralmente mais forte nas primeiras 12 a 24 horas
  • Após o pico de dor, deve restar um certo desconforto nas articulações, que pode durar alguns dias e, em alguns casos, até mesmo algumas semanas
  • Inflamações e vermelhidão na região das articulações afetadas, com presença de suor.

Outro sintoma da doença são os tofos, caroços sob a pele ao redor das articulações ou em outros lugares. Eles podem drenar material calcário. Geralmente, os tofos se desenvolvem em pacientes que convivem por muitos anos com a doença. A doença é mais frequente em homens, particularmente após os 40 anos, no entanto, pode acometer em mulheres, sobretudo após a menopausa. O tratamento pode ser curativo para as crises dessa doença, com medicamentos como anti-inflamatórios e colchicina, ou preventivo, com o uso de alopurinol.