Faringite – causas e sintomas


A faringite é uma inflamação que costuma causar dor, irritação, coceira e desconforto na região da faringe, parte superior da garganta que conecta o nariz e a boca à laringe e ao esôfago. A faringite é um dos vários distúrbios que podem acometer a região da garganta, assim como a laringite e a amigdalite.

Os sintomas são mais comuns no inverno, época em que o ar seco e aglomeração maior de pessoas em ambientes fechados facilitam a entrada de vírus e bactérias pelas vias aéreas.

Faringite – causas e sintomas

A faringite é motivada através da inflamação da faringe, situada na área posterior da garganta, entre as amígdalas e a laringe. A maioria das dores de garganta ocorre por meio de algum tipo de infecção viral, como a gripe ou resfriado. O período de incubação do Streptococcus pyogenes, ou seja, o intervalo de tempo entre a contaminação e o surgimento dos primeiros sintomas, é de 24 a 72 horas, mas pode ser  tão longo quanto 2 semanas em alguns casos. Os sintomas da faringite incluem:

  • Dor na garganta;
  • Vermelhidão e inchaço na garganta;
  • Dificuldade em engolir;
  • Febre;
  • Aumento das ínguas.

Esse sinais e sintomas, porém, não ajudam muito no diagnóstico, pois são comuns a quase todos os tipos de faringite, principalmente às faringo-amigdalites de origem viral.

A faringite pode ter duas causas principais:

Faringite viral: é o tipo mais comum de faringite, sendo causada pela infecção de vírus na faringe. Para essa manifestação da doença, o tratamento pode ser feito em casa à base de medicamentos e cuidados simples. A viral costuma surgir em casos de infecções causadas por vírus, como o resfriado comum, a gripe e a mononucleose.

A doença também pode surgir em pessoas com doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), a exemplo da gonorreia. Outros fatores como alergias, clima seco, poluição, distensão nos músculos da garganta e até problemas mais graves, como tumores e infecção por HIV, também podem levar a um quadro de faringite.

faringite

Faringite

Faringite bacteriana: esse tipo da doença é causado pela infecção de bactérias, a manifestação mais comum dessa forma da doença é a faringite estreptocócica é causada pela bactéria Streptococcus pyogenes, mais conhecida como estreptococo do grupo A. As faringites bacterianas exigem um tratamento mais específico, com antibióticos.  O tratamento, nestes casos, deve ser indicado pelo médico, com a utilização de antibiótico. Os casos de infecção viral na faringe são comumente precedidos por coriza, tosse.

Estes casos são os mais comuns e tratáveis com a utilização de anti-inflamatórios indicados por profissional de saúde. Em crianças, também podem ocorrer dores abdominais, calafrios, náusea e vômito. A dor costuma instalar-se de forma mais intensa nos dois lados da garganta e, quando causa dificuldade intensa para ingerir alimentos ou até mesmo líquidos, a faringe pode ter sido acometida por abscesso, que é pus acumulado em uma região devido ao processo infeccioso.

Geralmente, as crianças entre 3 e 14 anos são o grupo com maior risco de contaminação. Porém, nem todas as pessoas que se contaminam com o Streptococcus pyogenes vão desenvolver inflamação na garganta. Os adultos frequentemente entram em contato com a bactéria e não desenvolvem sintomas.