Fadiga crônica – causas e sintomas


A fadiga crônica é uma síndrome que se refere a um grave cansaço contínuo que piora quando o sujeito é submetido a um grande esforço físico ou mental e não é aliviado pelo repouso, além de não ser diretamente provocado por outras condições médicas.

A síndrome da fadiga crônica é uma doença de difícil explicação, sendo bastante difícil de conviver, não só para os pacientes como também para os médicos, pois ainda não se conseguiu estabelecer definitivamente suas causas, o diagnóstico é difícil de ser feito e o tratamento atual é pouco efetivo.

Fadiga crônica – causas e sintomas

Apesar de não diminuir a expectativa de vida do paciente acometido, a síndrome da fadiga crônica pode ser considerada uma doença grave, devido a grande queda na qualidade de vida que a mesma pode causar. A doença é constantemente confundida com a fadiga normal que surge depois de esforço extremo, mas ambas possuem sintomas específicos.
Ao todo, apenas 10% dos pacientes que se queixam de cansaço crônico, efetivamente possuem critérios para o diagnóstico da síndrome da fadiga crônica.
Os sintomas da fadiga crônica são:
  • Fadiga ou cansaço extremo
  • Perda de memória ou concentração
  • Dor de garganta
  • Nódulos linfáticos no pescoço ou axilas
  • Dor muscular inexplicável
  • Dor que se move de um lugar para outro sem inchaço ou vermelhidão
  • Dor de cabeça de um tipo novo, padrão ou gravidade
  • Sono não reparador
  • Extrema exaustão durando mais de 24 horas após o exercício físico ou mental
Alguns dos fatores que podem aumentar o risco de síndrome da fadiga crônica incluem:
  • Idade. Síndrome da fadiga crônica pode ocorrer em qualquer idade, mas mais comumente afeta as pessoas em seus 40s e 50s.
  • Sexo. Mulheres são diagnosticadas com a síndrome da fadiga crônica muito mais frequentemente do que homens, mas pode ser que as mulheres são simplesmente mais probabilidade de relatar seus sintomas a um médico.
  • Estresse. Dificuldade de gerenciar o estresse pode contribuir para desenvolvimento da síndrome da fadiga crônica.
fadiga cronica

Fadiga crônica

Algumas doenças podem precipitar o surgimento da Fadiga crônica:

  • Infecções virais, principalmente das vias respiratórias
  • Depressão
  • Anemia por carência de ferro
  • Alterações hormonais.
  • Causas autoimunes
  • Pressão baixa crônica
  • Fibromialgia

Não existe um teste para confirmar o diagnóstico desta síndrome, por isso os sintomas desta doença são semelhantes a outras doenças, por isso o médico deve realizar exames para descartar outras doenças. Não há atualmente nenhuma cura para a fadiga crônica. O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas. Muitas pessoas que são acometidas por essas síndrome têm depressão e outros distúrbios psicológicos que podem melhorar com o tratamento. O tratamento inclui uma combinação das seguintes opções:

  • Terapia cognitivo-comportamental (TCC) e exercícios classificados para determinados pacientes;
  • Dieta saudável;
  • Técnicas de gestão do sono;
  • Medicamentos para reduzir a dor, desconforto e febre;
  • Medicamentos para tratar a ansiedade;
  • Medicamentos para tratar a depressão.

Além disso, também ser recomendado fazer psicoterapia para identificar as melhores estratégias para identificar as limitações criadas pela síndrome e evitar ou aliviar mais facilmente os sintomas sem ser necessário ingerir medicamentos.