Escabiose – causas e sintomas


A escabiose, também conhecida como sarna humana, é uma doença de pele contagiosa, que tem como agente etiológico um ácaro. Sua infestação é facilmente transmitida de pessoa para pessoa, através do contato físico, e raramente por roupas ou outros objetos compartilhados.

O ácaro fêmea cava túneis sob a camada superior da pele e deposita seus ovos que, após poucos dias, eclodem em larvas, provocando coceira.

Escabiose – causas e sintomas

O ácaro causador da escabiose alimenta-se de queratina, a proteína que compõe a camada externa da pele. Por conseguinte ao acasalamento, a fêmea deposita os ovos (em media seis por fêmea), que eclodem após duas semanas. Entre duas a seis semanas de ocorrido o contato com algum indivíduo contaminado ou com objetos pessoais do mesmo, surgem às manifestações clínicas. Como este ácaro perfura a pele do seu hospedeiro, isso causa lesões de pele, acompanhadas de intenso prurido, sendo este presente especialmente durante a noite.

As áreas mais acometidas por esse parasita entre os dedos das mãos e dos s, ao redor dos pulsos e cotovelos, nas axilas, na dobra do joelho e ao redor da cintura; todavia, pode afetar qualquer área do corpo. Em crianças pequenas e bebês é comum acometer as regiões da cabeça, pescoço e palmas das mãos.

A transmissão desse parasita ocorre por meio do contato direto entre os indivíduos e pelo compartilhamento de vestimentas. Esta afecção é comum entre os humanos e não está relacionado à falta de higiene, embora seja mais comum em ambientes de elevada aglomeração e pouco higiênicos.

As lesões desenvolvidas durante a doença apresentam-se como um pequeno trajeto linear da cor da pele ou um pouco avermelhado, sendo que estas normalmente não são observadas, uma vez que o ato de coçar a torna irreconhecível.

Na maior parte dos casos, são observados diminutos pontos escoriados ou cobertos por crostas. O ácaro em si não representa perigo, mas, devido à coceira, podem ocorrer infecções secundárias que podem ser graves, especialmente em pacientes portadores de doenças que afetam o sistema imune.

escabiose

Escabiose

Os sintomas mais comuns da escabiose são:

  • Coceira intensa na pele, que surge principalmente à noite;
  • Feridas na pele, que surgem por coçar a pele intensamente.

Estes sintomas aparecem principalmente nos dedos das mãos e dos s, nos punhos, nos cotovelos, nas axilas, em torno dos mamilos das mulheres, no pênis e bolsa escrotal, ao longo da linha da cintura e sobre a parte inferior das nádegas. Nos bebês, a escabiose pode surgir na face, o que raramente acontece em adultos, e as lesões podem parecer bolhas cheias de água.

O diagnóstico da doença pode ser feito por um médico dermatologista através da observação dos seus sintomas. O tratamento da escabiose é feito com a aplicação de um creme em todo o corpo, da linha do nariz para baixo, por cerca de 3 dias consecutivos.

Após 7 ou 10 dias, deve-se realizar um novo tratamento que também deverá durar cerca de 3 dias, para eliminar possíveis ovos que não tenham eclodido durante a primeira fase do tratamento. A limpeza normal das roupas é suficiente para eliminar o ácaro, mas os familiares e os indivíduos que tiveram contato íntimo com uma pessoa infectada também devem ser tratados.