Diarreia – causas e sintomas


A diarreia é uma doença muito comum que consiste na evacuação de fezes líquidas de forma frequente e sem controle. Ela pode ser tanto aguda quanto crônica, dependendo do tempo de duração dos sintomas. As causas mais comuns ocorrem devido a infecções por vírus, bactérias ou outros parasitas que entram no organismo quando uma pessoa consome alimentos ou água contaminada.

A diarreia é uma defesa do corpo para eliminar vírus, bactérias e outros parasitas, os três principais causadores da doença. Junto com esses micro-organismos, saem água, sais minerais e outros nutrientes, além das fezes, que se tornam mais líquidas e intensas.

Diarreia – causas e sintomas

Por ser um mecanismo para combater invasores, o problema não deve ser interrompido por remédios, e passa sozinho em dois dias a duas semanas. Caso ele não acabe nesse período é recomendável procurar um médico.
A diarreia pode ser tanto aguda quanto crônica. O fator determinante para seu diagnóstico é o tempo de duração dos sintomas. A diarreia aguda apresenta sintomas por poucos dias e é causada, geralmente, por vírus, bactéria ou algum outro parasita.
Já a crônica persiste por cerca de três a quatro semanas e pode indicar desde a síndrome do intestino irritado até condições mais graves, como doença de Crohn e colites ulcerosas. A causa mais comum da diarreia é a infecção por vírus, bactérias ou outros parasitas que entram no organismo, causando gastroenterite – inflamação aguda que compromete os órgãos do sistema gastrointestinal.
Embora também possa ser causada por intoxicação alimentar e por alguns medicamentos, como antibióticos, laxantes que contenham magnésio e quimioterapia. Algumas doenças também podem levar à diarreia, como colites ulcerosas, doença celíaca, síndrome do intestino irritável, intolerância à lactose, entre outras.

Quando a diarreia apresentar sinais de gravidade (durando mais de três dias) é necessário procurar atendimento médico, pois a mesmo provavelmente não irá desaparecer espontaneamente e ainda pode evoluir para um quadro mais grave. São sinais de gravidade da diarreia: náuseas, vômitos, estômago estufado, urgência em evacuar, cólica, dor abdominal, febre alta, estado severo que não melhora após dois ou três dias, desidratação, surgimento de sangue e recusa em alimentação.

Se for um caso simples, pode ser tratada em casa com soro caseiro para evitar a desidratação. A desidratação é um problema que pode ocorrer facilmente quando a pessoa está com essa doença, oferecendo maior risco às pessoas idosas e às crianças pequenas, cuja resistência é menor.

diarreia

Diarreia

Mais sobre a diarreia

Na maioria dos casos da doença, o único tratamento necessário é a reposição de fluidos para prevenir desidratação. Remédios para interromper diarreia podem ajudar, porém eles não são recomendados para pessoas cuja doença é causada por infecção bacteriana ou parasita. Se a doença for interrompida antes do organismo evacuar a bactéria ou parasita, eles ficaram presos no intestino prolongando o problema.

Algumas medidas de saúde podem ajudar na prevenção de doenças que provocam diarreia:

  • Lavar as mãos com frequência, principalmente após ir ao banheiro e antes de comer;
  • Usar álcool em gel para desinfetar as mãos com frequência;
  • Não levar objetos à boca.

Ao viajar para áreas subdesenvolvidas:

  • Beber somente água mineral e não usar gelo, a menos que ele seja feito com água mineral;
  • Evitar vegetais não cozidos ou frutas com casca;
  • Evitar frutos do mar crus ou carne malpassada.