Dermatite de contato – Causas e tratamentos


A dermatite de contato, por vezes chamada de eczema de contato, é uma reação inflamatória na pele, que pode ser alérgica ou irritativa. Ela aparece quando a pele é exposta a uma agente causador da irritação ou da alergia.

A dermatite de contato irritativa é a mais comum. Ela é causada pela ação direta de um agente. Deixa a pele áspera, vermelha e seca, e em alguns casos pode causar fissuras nas mãos. Não há coceira, mas há dor e queimação. A sua gravidade é relativa, pois depende muito da composição do agente causador e do tempo de exposição a ele.

Dermatite de contato

A dermatite de contato alérgica acontece quando há exposição da pele a um agente ao qual ela possui alergia. A alergia cria erupções vermelhas e, por vezes, bolhas (nos casos graves). Os agentes causadores são chamados de alérgenos, e podem afetar a pele logo no primeiro contato ou depois de algum tempo.

Causas

As substâncias causadoras da dermatite de contato tanto podem ser alérgenas ou apenas irritantes. Entre os agentes causadores mais comuns estão:

• Maquiagem e cosméticos diversos;
• Desodorantes;
• Roupas e sapatos;
• Castanha de caju;
• Hera venenosa;
• Níquel (metal usado para fazer brincos, zíperes, relógios e outros objetos);
• Antibióticos, anti-histamínicos e antissépticos;
• Produtos utilizados para limpeza de pele;
• Detergentes e sabonetes;

É muito comum o contato com agentes no ambiente de trabalho. Esses casos são chamados de dermatite de contato ocupacional. Em certas funções há uma exposição direta a muitos agentes causadores, como, por exemplo, produtos químicos, corantes, cimentos, solventes e combustíveis.

dermatite de contato

dermatite de contato

Sintomas da Dermatite de contato

Os sintomas da dermatite de contato variam, pois tanto a alérgica quanto a irritativa apresentam reações diferentes no corpo. No entanto, muitos sintomas acontecem em ambos os casos. São eles:

• Vermelhidão;
• Erupção cutânea;
• Inchaços;
• Bolhas (casos graves);
• Crostas e rachaduras (casos graves);
• Coceira (casos possivelmente graves);
• Dor;
• Hipersensibilidade;
• Erupção cutânea em uma determinada área (por exemplo, na região do lóbulo onde estava um brinco).

Os sintomas se apresentam de diversas formas. Nos casos mais comuns a alergia aparece diretamente no local da exposição. Por exemplo, uma pulseira que causa vermelhidão e erupções cutâneas no pulso. Mas nem sempre é assim que as reações acontecem. Há casos em que a área exposta não apresenta alergia, e sim uma região distinta do corpo.

Tratamento da Dermatite de contato

É essencial identificar os alérgenos para evitar o contato com eles. Existem diversos medicamentos para tratar a dermatite de contato. No entanto, é possível tratar a região afetada sem precisar deles. Quando há uma reação alérgica, basta lavar a parte do corpo em água corrente para não deixar nenhum vestígio do agente causador.

Se o caso não for tão simples, um médico pode receitar alguns medicamentos. Quando a alergia é irritante, mas não grave, o uso de cremes com corticosteroides ou compressas úmidas podem ser eficientes. Em casos mais graves são receitados corticosteroides de uso oral para conter a inflamação e anti-histamínicos para acabar com a coceira. O diagnóstico de um médico é essencial, pois apenas ele pode dizer apropriadamente quais são os medicamentos ideais para cada caso.