Cólera – Causas e sintomas


A cólera consiste em uma enfermidade infectocontagiosa que afeta o intestino delgado do indivíduo. Na grande maioria dos casos, sua transmissão é realizada por meio de água ou alimentos contaminados.

A doença é relativamente comum: a cada ano, entre 3 a 5 milhões de novos diagnósticos são registrados em todo o mundo. Sem o tratamento a doença se torna ainda mais perigosa, levando entre 100 a 120 mil pacientes à morte anualmente.

Principais causas da Cólera

A cólera é uma doença causada por uma bactéria denominada ‘vibrio cholerae’. Conhecida como vibrião colérica, a bactéria responsável pela infecção a causa após liberar, dentro do intestino delgado do indivíduo, uma toxina altamente perigosa: a CTX.

A CTX é capaz de prender-se às paredes do intestino do indivíduo, onde passa a interferir no fluxo de cloreto e sódio no organismo. Essa mudança faz com que o corpo do paciente comece a secretar uma grande quantia de água (também por meio da diarreia) levando à perda de fluídos líquidos e sais de grande importância para a manutenção da saúde, os ‘eletrólitos’.

A transmissão da bactéria ocorre de modo fecal e oral, sendo ela geralmente realizada por meio de alimentos ou água contaminada. Sendo assim, quando determinado agente entra em contato com as fezes (ou quando alimentos são produzidos por pessoas infectadas com a doença), a infecção ocorre.

Os alimentos que mais costumam ser contaminados por essa bactéria são: frutos do mar, legumes e frutas crus e grãos, tais como milho e arroz.

colera causas e sintomas

Cólera

Sintomas da Cólera

Grande parte dos indivíduos que estão expostos a essa bactéria não sentem nenhum tipo de sintoma – e muitas vezes nem se quer notam a infecção. Estima-se que apenas um a cada 10 indivíduos com a infecção tenham os sintomas e sinais típicos da mesma – que surgem alguns dias após a contaminação.

Os mais comuns sintomas da cólera são: náuseas, vômitos e diarreias constantes – que ocorrem principalmente no começo da infecção.

Com o agravamento da desidratação do organismo (que perdeu muita água, sais e fluídos líquidos por conta dos sintomas citados acima), outros sintomas também podem surgir, sendo os principais deles:

– Sede excessiva, letargia, irritabilidade constante, boca seca, olhos encovados, pele enrugada e seca, pouca ou praticamente nenhuma produção de urina, desequilíbrio do eletrolítico e arritmia cardíaca.

Com a desidratação, o indivíduo ainda pode sentir choques e cãibras musculares com determinada frequência, o que ocorre principalmente por conta da queda dos minerais em seu sangue.

Os sintomas são os mesmos nas crianças, porém, costumam demonstrar com maior facilidade que algo está errado.

• Como é realizado o tratamento desta condição?
O tratamento da cólera é realizado por meio das seguintes etapas:

1. Reidratação do organismo – que inclui a reposição dos eletrólitos e líquidos do organismo;

2. Fluidos intravenosos – em alguns casos a reidratação pode ser realizada via oral. Mas, no caso de ser muito grave, os fluídos intravenosos podem ser necessários para sobrevivência;

3. Suplemento de zinco – principalmente para a diminuição a frequência da diarreia.