Bula do remédio Pancuron 2mg/ml


Pancuron 2mg/ml

Bula do remédio Pancuron 2mg/ml. Princípios Ativos Acetato de Sódio, Brometo de Pancuronio, Cloreto de Sódio e Ácido Acético. Venda sob prescrição médica.

Indicação

Para que serve?

O PANCURON está indicado como um agente auxiliar na anestesia cirúrgica para obter-se o relaxamento da musculatura esquelética. Pode também ser empregado para facilitar o controle de pacientes sob ventilação mecânica.

Contraindicações

Quando não devo usar?

O PANCURON está contra-indicado em pacientes com reconhecida hipersensibilidade à droga ou ao íon brometo, ou ainda a algum componente da fórmula. Está também contra-indicado em pacientes com miastenia grave.

Posologia

Como usar?

As informações sobre a dosagem recomendada a seguir são derivadas de estudos dose-respostas e servem apenas como orientação. desde que potentes agentes inalatórios e a administração prévia de succinilcolina mudam a intensidade do bloqueio e a duração do pancuron, estes fatos devem ser levados em consideração na escolha da dose inicial e nos seus incrementos.

Em pacientes adultos a dosagem intravenosa inicial varia de 0,04 a 0,1 mg/kg. doses incrementais podem iniciar-se com 0,01 mg/kg. estes incrementos aumentam levemente a magnitude do bloqueio e aumentam significativamente a sua duração porque um significante número de junções mioneurais estão ainda bloqueadas quando há a necessidade clínica de mais droga.

Se o pancuron é usado para proporcionar relaxamento da musculatura esquelética para intubação endotraqueal, doses de 0,06 a 0,1 mg/kg são recomendadas. condições satisfatórias para intubação normalmente aparecem dentro de 2 a 3 minutos.

Para crianças estudos indicam que, com exceção dos neonatos, a dosagem é a mesma dos adultos. os neonatos são sensíveis a agentes bloqueadores neuromusculares não-despolarizantes como o pancuron durante o primeiro mês de vida. recomenda-se que doses teste de 0,02 mg/kg sejam dadas para avaliação das respostas. nas cesáreas a dosagem que proporciona o relaxamento para a intubação e cirurgia é a mesma para os procedimentos cirúrgicos gerais.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

REAÇÕES NEUROMUSCULARES: As reações mais frequentemente observadas consistem principalmente numa extensão da ação farmacológica da droga após o período programado e necessário da cirurgia e anestesia. Isto pode variar de relaxamento leve a profundo da musculatura esquelética para um prolongado relaxamento resultando numa apnéia ou insuficiência respiratória.

Reversão inadequada do bloqueio neuromuscular por agentes anticolinesterásicos tem sido observada com o uso do PANCURON bem como com todos os agentes curariformes. Estas reações adversas podem ser controladas por ventilação mecânica ou manual.

REAÇÕES CARDIOVASCULARES: um leve aumento no pulso.

REAÇÕES GASTROINTESTINAIS: algumas vezes nota-se salivação durante a anestesia, especialmente se a pré-medicação anticolinérgica não é utilizada.

REAÇÕES DERMATOLÓGICAS: uma ocasional e passageira irritação da pele pode aparecer após o uso de PANCURON.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Embora o PANCURON tenha sido usado com sucesso em muitos pacientes com problemas pulmonares, hepáticos ou renais, seu uso deverá ser feito com muito cuidado. Isto é particularmente importante nos pacientes com problemas renais pois a maior parte do PANCURON é excretada inalterada na urina.

Composição

Brometo de Pancurônio (DCB 0951.02-1) …. 4 mg
Veículo estéril q.s.p. …. 2 ml
(Veículo estéril: acetato de sódio, ácido acético, cloreto de sódio, água para injetáveis).

USO PEDIÁTRICO OU ADULTO

Apresentação

Embalagem com 50 ampolas de 2 ml.

Interações Medicamentosas

A intensidade do bloqueio e duração da ação do PANCURON é aumentada em pacientes que estejam recebendo anestésicos inalatórios potentes como halotano, éter, enflurano e metoxiflurano. Não há aumento da intensidade do bloqueio ou duração da ação do PANCURON com o uso de tiobarbituratos, analgésicos narcóticos, óxido nitroso ou droperidol.

A administração prévia de succinilcolina, quando na intubação traqueal, provoca mudanças no efeito relaxante do PANCURON. Se a succinil-colina for usada antes da administração do PANCURON, este só deverá ser administrado após aparecerem os efeitos da succinilcolina.

Venda

Venda sob prescrição médica

Introdução

Pancuron 2MG/ML-50ap. 2ml:
PANCURON
Brometo de Pancurônio
Solução Injetável – 2 mg/ml

Informações ao Paciente

O prazo de validade do PANCURON é de 24 meses a partir da data de fabricação, quando armazenado sob refrigeração, entre 2 e 8ºC. Se armazenado em temperatura ambiente, entre 15 e 30ºC, o prazo de validade é de 6 meses. Não utilize medicamento vencido.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO; PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Informações Técnicas

O Brometo de Pancurônio é um agente bloqueador neuromuscular não despolarizante, que possui todas as características e ações farmacológicas desta classe de drogas (curariforme).

O início de ação depende da dose, sendo que com a administração de 0,04 mg/kg o início da ação, medido com estimulador nervoso periférico, acontece dentro de 45 segundos e o pico do efeito normalmente dentro de 4 1/2 minutos.

A recuperação de 90% do controle acontece em menos de 1 hora. Doses maiores, mais adequadas para a intubação endotraqueal, como 0,08 mg/kg, tem um início de ação dentro de 30 segundos e o pico de ação de efeito dentro de 3 minutos.

O Brometo de Pancurônio tem pequeno efeito sobre o sistema circulatório.

Cuidados

O PANCURON® deverá ser administrado na dosagem cuidadosamente ajustada por pessoal capacitado e que esteja familiarizado com as ações e possíveis complicações que podem ocorrer após a administração do produto. O produto não deverá ser administrado a não ser que as facilidades para intubação, respiração artificial, terapia com oxigênio e drogas reversivas estejam à disposição. Os médicos deverão estar preparados para assistir ou controlar a respiração.

Seu uso deve ser evitado nos pacientes com miastenia grave. O uso do estimulador nervoso periférico é válido para assegurar o efeito do PANCURON em muitos pacientes.

USO NA GRAVIDEZ: O uso do PANCURON na gravidez não está ainda estabelecido com relação à possibilidade de efeitos adversos no desenvolvimento fetal. Deste modo, não deverá ser usado em mulheres com risco de gravidez e particularmente no início da gravidez, a não ser que o médico julgue os benefícios esperados contra os riscos possíveis. O PANCURON pode ser utilizado na cesárea, porém a reversão poderá ser insatisfatória em pacientes que receberam Sulfato de Magnésio.

Laboratório

Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda.

SAC: 0800 701 19 18