Bula do remédio Daraprim


Daraprim

Bula do remédio Daraprim. Classe terapêutica dos Antimalaricos. Princípios AtivosPirimetamina.

Indicação

Para que serve?

É indicado na prevenção e tratamento da malária e no tratamento da toxoplasmose congênita ou adquirida, em adultos e crianças.

Posologia

Como usar?

Prevenção da Malária

Para prevenção da malária, Daraprim deve começar a ser administrado de acordo com indicação médica, iniciando o tratamento no dia ou pouco antes da chegada a uma área endêmica e continuar a sua administração uma vez por semana. No retorno a uma área isenta de malária, a dose deve ser mantida durante mais quatro semanas.

  • Adultos e Crianças com mais de 10 anos: a dose recomendada é de 1 comprimido, a cada semana.
  • Crianças com menos de 10 anos: a dose recomendada para crianças entre os 5 e os 10 anos é de meio comprimido, a cada semana. Para crianças com menos de 5 anos de idade, a dose recomendada é de um quarto de comprimido, a cada semana.

Tratamento da Malária

  • Adultos e adolescentes com mais de 14 anos: a dose recomendada é de 2 ou 3 comprimidos de Daraprim, administrados juntamente com 1.000 a 1.500 mg de sulfadiazina em toma única.
  • Crianças com menos de 14 anos: a dose recomendada para crianças entre os 9 e os 14 anos é de 2 comprimidos de Daraprim, administrados juntamente com 1.000 mg de sulfadiazina em toma única. Para crianças entre os 4 a 8 anos, a dose recomendada é de 1 comprimido de Daraprim, administrado juntamente com 500 mg de sulfadiazina em toma única. Para crianças com menos de 4 anos de idade, a dose recomendada é de maio comprimido de Daraprim, administrado juntamente com 250 mg de sulfadiazina em toma única.

Tratamento da Toxoplasmose

Para o tratamento da Taxoplasmose, Daraprim deve ser administrado de acordo com indicação médica, juntamente com sulfadiazina ou outra sulfonamida adequada, tendo o tratamento uma duração que pode variar entre as 3 e as 6 semanas.

  • Adultos e crianças com mais de 6 anos: a dose inicial recomendada é de 100 mg, 4 comprimidos de Daraprim, seguindo-se uma dose de manutenção de 25 a 50 mg, administrados diariamente juntamente com sulfadiazina.
  • Crianças com menos de 6 anos: Para crianças entre os 2 e os 6 anos, a dose inicial recomendada é de 2 mg de Daraprim por cada 1 kg de peso corporal, até uma dose máxima de 50 mg, seguindo-se uma dose de manutenção de 1 mg por cada 1 kg de peso corporal, administrado diariamente, até uma dose máxima de 25 mg por dia. Para crianças com menos de 2 anos, a dose recomendada é de 1 mg por cada 1 kg de peso corporal.

Os comprimidos devem ser engolidos inteiros, juntamente com um copo de água, sem partir ou mastigar.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Daraprim podem incluir arritmias cardíacas, reações alérgicas na pele como aparecimento de vermelhidão, vesículas e bolhas na pele e febre e mal-estar geral, náusea, perda de apetite, cólica, diarreia, inflamação na língua, alterações nos exames de sangue, sangue na urina ou anafilaxia.

Durante o tratamento com Daraprim, caso sinta sintomas associados a reação alérgicos, como erupção na pele, urticária, coceira, vermelhidão, inchaço, de bolhas ou descamação da pele, febre, respiração com chiado, aperto no peito ou na garganta, problemas em respirar, tosse, rouquidão incomum e inchaço da boca, face, lábios, língua ou garganta, deve interromper o tratamento e consultar o médico.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Daraprim está contraindicado para pacientes com anemia megaloblástica secundária por deficiência de folato e para pacientes com alergia à Pirimetamina ou a outros componentes da fórmula.

Farmacocinética

Como funciona?

Daraprim é um medicamento que tem na sua composição Pirimetamina, um composto que quando combinado com outros medicamentos é eficaz na prevenção e tratamento da malária, causada por cepas sensíveis de Plasmodium falciparum, e no tratamento da toxoplasmose congênita ou adquirida, causada por Toxoplasma gondii. A pirimetamina presente na fórmula de Daraprim, é responsável por inibir a enzima di-hidrofolato redutase – DHFR do parasita, o que resultando na inibição da síntese vital do ácido tetraidrofólico, um precursor dos ácidos nucleicos, o que leva à eliminação dos parasitas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Daraprim, deverá falar com o seu médico se estiver grávida ou amamentando, tiver mais de 65 anos, tiver problemas ou doença nos rins ou fígado, deficiência de glicose 6-fosfato desidrogenase – G6PD, historial de convulsões, deficiência de folato ou se estiver a tomar outros medicamentos.

O tratamento com Daraprim nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de ingestão de mais de 300 mg de Daraprim, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento. Alguns dos efeitos mais comuns que pode sentir após a toma excessiva de Daraprim podem ser dor abdominal, náusea, vômito ou vômito com sangue.

Composição

Daraprim por cada comprimido contém:

Pirimetamina ____________________________________ 25 mg

(Excipientes: álcool etílico, estearato de magnésio, amido, docusato de sódio, lactose monoidratada e água).

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso ocorra o esquecimento da administração de uma dose de Daraprim deverá tomar a dose esquecida logo que se lembre. Porém, caso se encontre muito próximo do horário da dose seguinte, deve saltar a dose esquecida e tomar apenas a dose do horário seguinte, pois as doses de Daraprim nunca devem ser administradas a dobrar ou em horários muito próximos.

Interações Medicamentosas

Daraprim não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como dapsona, antagonistas do ácido fólico, metotrexato, proguanil, zidovudina, daunorubicina, arabinosídeo, citosina, fenitoína ou juntamente com lorazepam.

Daraprim é antibióticos

Não, Daraprim não é antibiótico, pois embora seja capaz de combater os protozoários responsáveis pela malária e toxoplasmose, não é capaz de eliminar bactérias.

Laboratório

Farmoquímica S.A.

SAC 0800-250110

O genérico de Daraprim é a Pirimetamina, porém outro remédio que também pode tratar a malária pode ser o Paluther.

Dizeres Legais:

MS: 1.0390.0148
Farm. Resp: Dra. Marcia Weiss I. Campos