Benefícios do Chá de Bálsamo-Doce


O bálsamo-doce é uma planta medicinal,o seu sabor é agradável e levemente doce. Se consumir esta erva com regularidade o bálsamo-doce causa várias vantagens.É também conhecida como erva-cidreira, melissa-romana, melissa-verdadeira, salva-do-Brasil, salva-brasileira, bálsamo-de-abelha, melissa, bálsamo-de-limão, dentre outros nomes mundiais. Pertence a família Lamiaceae. A planta é bastante usada para tratar problemas digestivos e como relaxante natural, para garantir uma boa noite de sono. A erva pode ser encontrada à venda em lojas de produtos naturais, mercados, farmácias de manipulação e algumas feiras livre. Veja mais em: Benefícios do Chá de Bálsamo-Doce.

Benefícios do chá de Bálsamo-doce

Um estudo duplo cego com cerca de vinte pacientes com insônia comparou os benefícios de 0,125 miligramas do sedativo Triazolam (Halcion) contra placebo e uma combinação de valeriana (Valeriana officinalis) e erva cidreira (Melissa officinalis). A combinação de plantas foi considerada tão eficiente quanto a droga. O chá de bálsamo-doce, ao mesmo tampo que traz benefícios para o sistema nervoso, também contém características medicinais carminativas que beneficiam o sistema digestivo, combatendo diversos distúrbios intestinais, como flatulência (gases intestinais) e cólicas. Acredita-se que os taninos e outros extratos fitoquímicos da erva cidreira são indicados para combater os vírus da caxumba e herpes.

Benefícios do Chá de Bálsamo-Doce

O nome de gênero melissa é derivado do grego e significa “mel de abelha”, vez que é a flor favorita das abelhas. Esta erva era sagrada no templo de Diana. O óleo essencial do bálsamo-doce contém coloração amarelo-pálida, com um leve aroma de limão fresco. O custo do óleo essencial da Melissa officinalis é bastante elevado, vez que pode ser necessário até sete toneladas da planta para extrair apenas um litro de óleo essencial puro.

O bálsamo-doce é um hipotenso moderado que pode reduzir palpitações do coração provocadas pela tensão. O óleo essencial age na parte do cérebro que controla o sistema nervoso autônomo e protege o cérebro de receber estímulos externos exagerados. O chá de bálsamo-doce, além de acalmar e induzir a pessoa ao sono, é recomendado para o tratamento da ansiedade, depressão, epilepsia, perturbações nervosas, insônia, histeria, enxaqueca, hipocondria, vertigem e outros distúrbios. O bálsamo-doce contém um efeito tônico sobre o coração e o sistema circulatório, provocando uma leve vasodilatação dos vasos periféricos, ajudando a amenizar a pressão sanguínea. O óleo essencial e o chá do bálsamo-doce podem beneficiar pacientes com ansiedade e depressão, vez que os óleos voláteis na erva (particularmente o citronelal) têm efeito sedativo, mesmo em concentrações mínimas.

Chá de Bálsamo-doce – Modo de preparar

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 30 gramas de folhas e flores da bálsamo-doce

Modo de preparar

Para fazer o chá do bálsamo-doce, ferva um litro de água e depois desligar o fogo, 30 gramas de folhas e flores de erva cidreira e deixe abafando por mais ou menos 12 minutos. Depois desse tempo, coe e acrescente limão no momento em que for tomar o chá. A recomendação de consumo é de uma xícara pequena do chá, três vezes ao dia, com a adição de gotas de limão na hora de tomar o chá debálsamo-doce.

Contra indicação e riscos de consumo

O chá de bálsamo-doce não é recomendada para grávidas, lactantes e crianças com menos de 12 anos. Pessoas com hipotensão e hipotireoidismo também devem evitar o consumo desta planta. Quem usada medicamentos sedativos, como os calmantes, também deve evitar a erva cidreira. Altas quantidades de erva cidreira podem levar a uma frequência cardíaca mais lenta e a hipotensão, pressão arterial baixa.