Aipo – Benefícios e propriedades


Acreditamos que todos nós queremos uma vida mais saudável, certo? Que tal conhecermos um alimento que é fonte de diversas vitaminas, que age como anti-inflamatório e ainda por cima previne o câncer ! Podemos encontrar esses e outros benefícios em uma só planta. A planta conhecida como o aipo é um ótimo meio de adquirir vitamina C. Essa vitamina auxilia no suporte do sistema imunitário. Fora esse nome, ela também tem outros nomes populares, como : Aipo-dos-charcos, aipo-inculto, aipo dos pântanos, aipo-rábano, aipo-de-talos, salsa do monte. Saiba mais em : Benefícios do Aipo.

Benefícios do Aipo

Alimentos que tenham altas doses de vitamina C como o aipo, por exemplo, auxiliam na diminuição dos sinais transmitidos pelo resfriado. Essa vitamina age também na prevenção dos malefícios causados pelos radicais livres e por este motivo está ligado a diminuição da seriedade de doenças inflamatórias, como a asma, osteoartrite e artrite reumatóide. Como os radicais livres oxidam o colesterol e podem levar à ruptura de placas que podem causar ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais, a vitamina C presente no aipo torna-se benéfica para proporcionar saúde cardiovascular.

Benefícios do Aipo

Os benefícios do aipo não param por ai. Muito utilizada em receitas de sopas e saladas e podem ser úteis no preparo de tratamentos naturais para perda de peso auxiliar no tratamento de complicações causadas nos rins. Cada 100 gramas de aipo é formado por até 21 calorias. As sementes desta planta são utilizadas como tempero, sem falar que elas são bem parecidas com as sementes do cominho. Tem tonalidade castanho-escura, tem forma oval, com sulcos verticais e finos. Ele tem um sabor forte e seu cheiro é altamente perceptível.

Informação nutricional do Aipo

Componentes Quantidade por 100 g de aipo
Energia 46 calorias
Água 94,4 g
Proteínas 1,1 g
Gordura 0,1 g
Carboidratos 1,5 g
Fibras 2,0 g
Vitamina B3 0,3 mg
Potássio 299 mg

Essa planta é formada por uma quantia muito importante de fibras, auxiliando no trânsito digestivo e ajuda na manutenção das taxas de colesterol, dentro do regular. A vitamina C presente no aipo, torna-se útil no tratamento de doenças infecciosas. O óleo essencial tirado da planta de aipo, tornou-se útil como remédio que tem ação calmativa para os casos de nervosismo, osteoartrite e artrite gotosa. Sem falar que as sementes e também as raizes desta planta tem ação diurética, fazendo com que seja removida a grande quantidade de água presente no corpo por meio da urina, galactogogue.

Quando falamos de tratamentos naturais, as folhas desta planta estão classificadas como elementos tônicos estimulantes, carminativas, diuréticas e que tem a capacidade de acabar com a febre. Podemos preparar na forma de chá esses tratamentos que auxiliam na melhor desempenho da micção e sem falar que as raízes quando cozidas servem no tratamento da gota e o reumatismo entre outras doenças.

Chá de Aipo – Modo de fazer

Ingredientes

  • 20 gramas de aipo (qualquer tipo)
  • Água fervente

Modo de fazer

Coloque 20 gramas de qualquer parte do aipo numa xícara e cubra com água fervente. Tape, deixe amornar, coe e beba a seguir.

Aipo refogado – Modo de fazer

Para fazer refogado, basta fatiá-lo e colocá-lo numa panela juntamente com cebola e azeite, deixando dourar por alguns minutos. Acrescente um pouquinho de água, tempere a gosto e apague o fogo. Consuma em seguida.

Batido vermelho de legumes – Com Aipo

Ingredientes

  • 1 pé de aipo
  • 1 banana
  • ½ beterraba crua descascada
  • 2 folhas de couve lombarda
  • 3 folhas de alface
  • 1 dúzia de folhas de espinafre
  • sumo de ½ limão
  • água q.b.

Preparação

Depois de lavares muito bem os legumes em água e vinagre e os passares por água, coloca todos os ingredientes no liquidificador e ajusta a consistência com a água que desejares. Consome de imediato.

Nota: É importante que todos os ingredientes sejam de agricultura biológica.

Salada rica primaveril – Com Aipo

Ingredientes

  • 1 alface pequena
  • 50g de chicória
  • 3 pés de aipo
  • ½ alho francês (cortado em rodelas fininhas)
  • 20g de rúcula
  • 20g de agrião
  • coentros q.b.
  • salsa q.b.
  • manjericão q.b.
  • 2 colheres de sopa de rebentos germinados de couve roxa
  • 50g de brócolos
  • 5 folhas de couve lombarda (ou coração)
  • 2 colheres de sopa de sementes de sésamo, abóbora, girassol e linhaça (lavadas, secas e ligeiramente tostadas)
  • 1 colher de sopa de geleia de arroz

Para o molho

  • 1 colher de sopa de mostarda
  • 1 colher de chá de gengibre em pó
  • ervas aromáticas q.b.
  • 2 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sobremesa de molho de soja (shoyo)
  • vinagre de arroz q.b.

Preparação

Lava muito bem todos os ingredientes. Corta os brócolos e as folhas de couve lombarda em pedaços muito pequenos e escalda-os apenas durante 5 minutos. Escorre-os e deixa arrefecer, mas reserva a água da cozedura.
No fundo duma saladeira grande, coloca todos os ingredientes para o molho e mistura-os bem, mexendo energicamente. Não utilizes sal, pois o molho de soja já é salgado. Junta os legumes escaldados e arrefecidos. Acrescenta de seguida todos os legumes crus em pedaços muito pequenos, aproveitando os talos. Mistura bem todos os ingredientes. Polvilha com as sementes e rega com um fio de geleia de arroz.

Nota: Todos os ingredientes devem ser de origem biológica. A água dos vegetais escaldados serve para cozinhar um cereal integral (quinoa, millet ou esparguete integral).